Blog

Ninguém pode realmente prever qual pessoa irá cometer o suicídio, mas o médico pode fazer uma estimativa do risco. A OMS aponta três características psicopatológicas comuns no estado mental dos suicidas:
- Ambivalência – quando o desejo de viver e de morrer se confundem.

 

- Impulsividade: por mais planejado que seja, o suicídio parte de um ato impulsivo que é motivado por eventos negativos.

 

- Rigidez: o suicida pensa constantemente em suicídio e não consegue perceber outras maneiras de resolver o problema.

Somente o conhecimento pode desconstruir o preconceito em torno do comportamento suicida.

Muitos erros e preconceitos vêm se repetindo em torno da doença mental e do comportamento suicida, resultando num processo onde as pessoas se sentem excluídas, discriminadas e envergonhadas.

Lutar contra o preconceito é fundamental para a prevenção do suicídio.